segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Sabe de nada, inocente

A minha maior
Ingenuidade
É pensar que todos
Os seus poemas
São para mim.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário