domingo, 13 de agosto de 2017

Dualidades rimantes

A Felicidade
É uma qualidade
Impossível.
A Tristeza
É uma qualidade
Inevitável.
Ambos
 Os acontecimentos
Rimam.

Fabiano Favretto

Obituário habitual

Morro
Pelo menos
Uma vez
Por dia.

Fabiano Favretto

Regras

Mas afinal,
O que é poesia?
Seria um tal
Nível de entropia,
Que em cada momento
Revoluciona e vicia
Nos dando alento?
Ou seria a quebra
De tudo que se sabe
De regras
Quando o coração se abre?

Fabiano Favretto

Saudade

Tão lenta
E tão violenta.
Tão devagar
E tão de matar.
Saudade.

Fabiano Favretto

Quase nada

Estou me sentindo
Tão pouco,
Quase inexistência.

Fabiano Favretto

Estapafúrdio

Hoje acordei
Tão absurdo e
Irrelevante;
Mais do que fui,
Menos do que
Eu me tornei.

Fabiano Favretto

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Behavior

Não penso
Não imagino;
Não venço,
Meu amigo.
Não vivo,
Não durmo:
Me esquivo
E consumo.

Fabiano Favretto

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Não te desanimes!

Não te desanimes!
Ainda existem bocas que beijam 
E mãos que acariciam; 
Não te desanimes! 
A vida é longa como o mar onde velejam 
Os pensamentos que jamais cansam. 
Não te desanimes! 
O destino não é um tapete onde traçamos 
As nossas vitórias ou desenganos. 
Não te desanimes ! 
A vitória virá se continuarmos tentando, 
Embora nem sempre ganhamos. 
Fabiano Favretto

Por antecipação

Sessenta minutos de paz
Não seria menos que uma ilusão
Porque sabemos que o tempo se faz
Um sofrimento por antecipação;

Mesmo que o momento não seja este,
E que momento ruim esteja por vir
Como farei para não me induzir
A esquecer o tempo, se este me viesse?

Fabiano Favretto