sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Em boa companhia

Hoje eu vim
Beber sozinho.
E vendo assim,
Não sofri
Nem um pouquinho.

Fabiano Favretto

Decisão

A decisão mais difícil
Dessa noite,
É se peço 
Minha vida novamente
Ou um chopp.

Fabiano Favretto

Afta

Com o whisky
Minha afta dói!
Mas dói menos, acredite
Do que a saudade que corrói!

Fabiano Favretto

Na janela

Na janela a loira,
A loira na janela.
A loira bela
E no sereno a loira.
A loira no sereno,
Pela janela.
Pela janela, olhos belos
Da loira na janela
Em noite tão bela.

Fabiano Favretto

Mais astuto

Mudei para a mesa
À esquerda
De onde antes ficamos
E muito nos beijamos.

Você pediu cerveja,
E aquele dia eu dirigia.
Eu pedi um suco,
E hoje, mais astuto,

Pedi um whisky.

Fabiano Favretto

Balcão

O balcão não foi feito
Para abrigar escritores:
É muito alto para as frases
E muito visível (com efeito).

Fabiano Favretto

Fatídica noite

Fiquei ao lado da mesa
Da qual fatídica noite ficamos
E achei um tanto estranho;
Teu corpo foi a sobremesa.

Fabiano Favretto

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

1x0

Nesse dia que acabou de acabar
Obtive sucesso em meu resultado,
Exceto em um estágio do meu estado
Por querer me auto-sabotar.

Mas parei e consegui resistir.
Mostrarei quem mandará, de antemão:
A felicidade terá prioridade então
E não haverá chance de eu desistir.

Poderão meus pensamentos me trair;
O tentam a todo momento, te digo.
Mas não os deixarei conseguir

Porque o que a mim prometi, consigo,
E assim não me deixarei ir
Para qualquer tipo de abismo.

Fabiano Favretto

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Hoje coloquei fim no fim

Amanhã vai ser outro dia,
Sem medo nem rancor,
Porque eu me verei com amor
Diferente de como antes eu me via.

Porque o meu eu não suportava
A minha imagem no espelho,
Hoje perfeitamente eu vejo
O quanto a dor me cegava.

Fechei a porta para o amor ruim
E abri a porta para eu me gostar,
Para eu poder dar mais valor à mim

E a todas as antigas mazelas superar!
Terá no dia de hoje o fim
Dos sofrimentos que eu quis tanto passar.

Fabiano Favretto

Só mais hoje

Te amarei somente hoje, derradeiramente.
O meu coração já não te é suficiente
Porque temos agora a distância somente
E sei que a dor é só minha, infelizmente.

Hoje é o último dia
Que de ti sentirei saudade,
E essa falta, minha ansiedade
Não mais me causará angústia.

Te amarei neste feriado,
Sozinho e em silêncio.
Te amarei fantasiado

Com sorriso (um exercício).
Meu último amor resignado:
Será o fim de você, meu vício.

Fabiano Favretto

domingo, 11 de fevereiro de 2018

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Aluga-se

Alugo casa:
Não é coração de mãe,
Mas tem bom espaço:
Possui 4 peças,
Para melhor acomodação.
Não tem vizinhos
Que incomodam,
Nem um síndico
Que encha o saco.
O valor do aluguel
Não é muito caro,
Basta querer morar
E cuidar bem da casa.
A localização
É relativamente boa,
Com visão para balões
Cheios de ar.
Casa decorada com poesias
(podem variar de acordo
com o inquilino).
Se cuidar bem, gostar de ficar
E ficar bastante tempo,
Permito usucapião,
Porém, se não cuidar bem da mesma,
Poderá ser removido à força.

Fabiano Favretto

Ponto Final

Por que o amor não é assim
Igual às palavras escritas?
Somente se assemelha à elas
Porque nele tudo tem um ponto
(o pior é aquele que fica no fim).

Fabiano Favretto

Sei lá

Sei lá o que falar.
Acho que ando meio
Deixando a desejar.

Fabiano Favretto

Limbo emocional

Estou ainda
Nesse limbo emocional,
Que não finda
E é sempre igual:
Não é paraíso,
Não é inferno
Nem verão
Nem inverno
Parece apenas
(digo de antemão)
Eterno.

Fabiano Favretto

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Reflection, azia, inferno

"O Inferno são os outros"
Mas...
"Eu é um outro"

Fabiano Favretto

Mas é malvada

E se eu for
O teu delírio 
Autoconsciente
Com propósito
De ser torturado
Para compensar
As suas penas?
Não, você não é
Criativa assim.

Fabiano Favretto

Morfina

Cheguei no meu limite
Repleto da metafísica dos dias
Onde as minhas idiossincrasias
Me faltaram com o apetite.

Cheguei no estágio deprimente
Alheio à toda náusea,
Porque sei que ela
Não me é mais suficiente.

E aqui permaneço desperto
Como se nada importunasse
(Exceto se minha garganta não apertasse)
Por não ter alguém por perto.

Fabiano Favretto

Adstringente

Não me basto
Em mim mesmo;
Eu sempre esmo
De mim me afasto.

Não posso ser feliz comigo,
Não sei em mim ver felicidade.
Sendo feito de ansiedade
Não sei ser o meu amigo.

Não me completo
E me amar não posso
Por ser um poço
De desafeto.

Não me estimo,
E não me gosto;
Se vejo meu rosto
Me desanimo.

Deus, eu não me amo
Como poderei amar alguém
Se nem mesmo me convém
Aceitar o meu âmago?

Fabiano Favretto

Dia após dia

Dia após dia
Agonia:
O grito
É mudo,
As mãos
Cegas
E os olhos
Alheios.

Fabiano Favretto

Saudade Ansiedade Sozinho Mesquinho

Saudade
Ansiedade
Sozinho
Mesquinho
Saudade
Ansiedade
Sozinho
Mesquinho
Saudade
Ansiedade
Sozinho
Mesquinho
Saudade
Ansiedade
Sozinho
Mesquinho

Fabiano Favretto

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Não-opcional

Solidão não é coisa opcional:
É necessária a ausência
Das pessoas
Para poder tê-la afinal.

Fabiano Favretto

Nova diretoria

Da próxima vez,
O cérebro deverá
Coordenar a missão:
Estou cansado
Dos fracassos
De meu coração.

Fabiano Favretto

Uma das desculpas

Por que buscar inspiração,
Se as palavras são
A minha maior desculpa
Para tentar te esquecer?

Fabiano Favretto

Quem sabe, autodidata

O canarinho
Sabe escrever
A melodia de seu canto,
Ou conseguiu aprender
Tudo sozinho?

Fabiano Favretto

Refletido

Estou esperando o Sol
Descer ao horizonte
E iluminar meu rosto;
A luz do Sol em meus olhos
Será o último brilho
Que neles verá!

Fabiano Favretto

Um dos monstros

Esqueci qual era
A definição de felicidade
Pois esta minha saudade
É minha maior quimera.

Esse monstro que em mim habita
Desistiu de corroer-me,
E agora até decidiu socorrer-me
Ao saber que assim meu fim evita.

Fabiano Favretto

Perfume

Todo perfume de mulher
É um penar para meu olfato
Porque assim, de fato,
Faz tua lembrança aparecer.

Fabiano Favretto

Rima e dor.

Há poesia sem tristeza?
Existem rimas sem natureza?
Não tem dor sem amor,
Não tem amor sem razão!
Não há verso que preencha
Toda a falta que você me faz.
Não há nada que me convença

Repelir a dor que você me traz.

Fabiano Favretto

Sabemos

Sabemos que são todos
Perfeitos neste "mundo" social,
Todos tão sorridentes, felizes.
Não minto, eu quis
Participar desta rede
E à medida que me virtualizava,
Meu ego tornava-se inflado,
E o gosto da realidade
Mais amargo.
Há hoje vida sem internet?

Fabiano Favretto

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Não se engane

Pensei que não seria possível
Nem que você disso gostaria,
Mas me enganei, então te diria
Para prestar atenção o máximo possível.

Você está começando a me perder,
E cada silêncio é um avanço,
E cada dia distante eu me canso
Por sentir sua falta e nao lhe ter.

Sim, está me perdendo aos poucos,
Por isso digo: cuidado!
Se é isso o que tem como planos,

Tudo bem, é do teu agrado,
Mas se for assim um engano
Não se engane de modo demasiado.

Fabiano Favretto