quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Feira

Sábado é dia de feira.
Entre laranjas ácidas,
Melões maduros
E peixes que já perderam
O brilho dos olhos,
Encontro talvez
Uma marca
Ou resquício
Do que já chamei de vida.

Fabiano Favretto

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Você é o gatilho

Mudo facilmente
Meu estado psicológico
De satisfação,
Para abertamente
Um nível patológico
De auto-destruição.

Fabiano Favretto

Por isso tenho azia

POESIA É PARA QUEM
TEM ESTÔMAGO,
E NÃO CORAÇÃO!

Fabiano Favretto

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

E daí?

E daí se eu corro?
E daí se sofro?
Não pedirei
So-cor-ro,
Não perderei
O fôlego.
E daí se eu morro?

Fabiano Favretto

domingo, 17 de setembro de 2017

Tango de Setembro

A minha vida
É um tango
Que na chuva danço
Com a desesperança.

Fabiano Favretto

Para um domingo ferrado e um coração esquecido.



"El día que me quieras
la rosa que engalana,
se vestirá de fiesta
con su mejor color.
Y al viento las campanas
dirán que ya eres mía,
y locas las fontanas
se contarán su amor"


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Poema tedioso

Tédio é o que tenho,
E mais do que teria.
Mas eu não queria
Que fosse tão sério...

Tédio que mata
A vontade de amar,
Mas não de se matar
Por quem se ama.

Tédio morno
Tédio meio.
Tédio tão parelho
Tédio transtorno.

Tédio tédio
Tão metade
Tão médio
Tão tédio.

Fabiano Favretto