terça-feira, 16 de agosto de 2016

Ansiedades

Ó ansiedade!
Se continuares
A corroer-me,
Haverá de matar-me.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário