segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Índio, quando terá?

O índio que hoje figura,
Não é o mesmo do descobrimento;
Vivem agora sem alento,
E sem qualquer estrutura.

Antes não tivessem chegado,
E nem aos índios dado presentes.
Trouxeram pragas, ficaram doentes
E seu povo foi dizimado.

Que saudades daqueles tempos,
Onde se figurava a liberdade!
A natureza dava contentos

E entre si havia igualdade.
Hoje há somente lamentos
Índio, quando terá dignidade?

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário