segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Vício vinho

Lá da prateleira,
Ele olha, ele clama.
Lá está ele, ele chama
Sempre da mesma maneira.

Vício, maldito vinho,
Entre taças me perco.
Mas assim me acerco
De estar sempre sozinho.

Fabiano Favretto


Nenhum comentário:

Postar um comentário