sexta-feira, 30 de setembro de 2016

A dádiva

Sob a penumbra
Desta noite,
Não vi a cor dos seus olhos;
Qual sombra,
Quero que não evite
A dádiva de apreciá-los.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário