segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Por medo

Por que me vens à cabeça,
Se tudo o que eu quero
É simplesmente esquecer-te?
Por mais que eu peça
À Deus, e assim espero
Que se Ele atender-me,
Assim eu te esqueça,
Ainda me desespero,
Por medo de querer-te.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário