sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

No meio ou no fim

Quero tanto um beijo,
E a expectativa mata esse desejo.
Não, não morre esse desejo,
Nem sequer contrariado me vejo.

Das retóricas mais simples da vida,
A que mais gosto é a da dívida:
Paga-se cada conta atribuída,
E sana-se toda parte a ser dividida.

Entre eu querer pagar
Ou mesmo ter que te esperar,
Prefiro mesmo parar
Para tentar te ganhar.

Então eu vim,
E espero que assim
No meio ou no fim
Eu tenha você para mim.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário