sábado, 4 de março de 2017

Desabafo

Sou apenas poeira cósmica
Em meio à escuridão do vácuo;
E ninguém hoje aqui fica:
Some-se tudo em fogo fátuo.

Sou sozinho neste mundo:
Pois quem eu quero nunca me quis;
E como poderei então andar feliz
Se o coração se parte lá no fundo?

Hoje é apenas um desabafo,
Pois amanhã será igual...
Se o dia chegar ao final
Não começarei outro parágrafo.

Estou sozinho hoje e amanhã,
E o fio da navalha é tentador.
Como posso dissipar minha dor
Se a vontade de viver é vã?

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário