terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Todo dia

As folhas do teu corpo
Varridas pelo vento
De meu sopro.
Todo dia
Poderia ser outono.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário