terça-feira, 12 de agosto de 2014

Respiro o pó
Desta estrada de chão
Onde ando só.

O pó é o tempo,
A estrada é a vida,
E meus passos são incertos.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário