terça-feira, 19 de agosto de 2014

Jazz

O Jazz está me corroendo
Por dentro e por fora.
Em minhas veias vai percorrendo
E leva minha alma embora.

O Jazz têm sido minha heroína.
É certo: vou morrer um dia desses.
Bate o meu coração com ironia
Ao passo que minha vida desvanece.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário