segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Não sei

Morri,
Mas minha consciência não.
Resisti
Às verdades do coração.
Persisti
No caminho da solidão.
Sobrevivi,
Mas não sei qual a razão.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário