quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Plátano


Em frente à casa,
No verão boa sombra faz.
E ao movimento da brisa pacata,
Som de tranquilidade traz.

No outono, secas as folhas,
Caindo forram o chão.
Trança-se uma complexa malha
De cores desta nova estação.

Chega o inverno rápido,
E d'árvore somente galhos aparecem.
Torna-se o caule um monumento álgido
Que mesmo aflito, vivo permanece.

 Calma e contente a primavera,
Chega trazendo seus raios de luz.
A árvore que por fora seca estivera,
Folhas verdes e novas produz.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário