segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Ver estrelas

Ora, à noitinha dizem 
Quererem ver estrelas.
Mas sabem que ao verem 
Não podem prendê-las.

Como as nuvens nublam,
Cinzentas e malditas!
A visão dos astros turvam;
Escondem por malícia.

Eu aqui no chão,
E elas ao alto brilham
Enquanto forte, sem razão
Alma e coração brigam.

Fabiano Favretto

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Me sinto lisonjeado por ter lembrado de Bilac
      ao ler meu texto *---*
      Agradeço muito a visita.

      Beijos

      Excluir