sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Momento

Vi que me apaixonei
Deveras por este momento,
Onde com luz eu encontrei
Escondido no caos o discernimento.

Eu muito me assustei
Com a desigualdade que veio à tona.
E assim me motivei
A querer mudança, sair da lama.

Espero que jamais morra
Este meu sentimento de revolução.
Que a esperança nas minhas veias corra
Como sentimentos de libertação.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário