domingo, 7 de dezembro de 2014

Resquício

Por mais que eu queira entendê-la,
Nem com reza brava eu consigo.
Deve ser sinal para esquecê-la,
Uma evidência concreta: um aviso.

Não mais a procurarei
Mesmo que de mim fuja
Toda a felicidade.
Em minha cabeça murmurei,
Que mesmo que ela em sonho surja
Não haverá cordialidade.

É um basta para o início
De uma coisa que não teria fim.
É um ponto, um resquício
De algo que fez parte de mim.


Fabiano Favretto

2 comentários: