sábado, 22 de fevereiro de 2014

Eu?

Poeta, eu? Um ninguém.
Ninguém quer saber.
Saber é ter poder.
Poder de não ser um poeta.

Poeta, eu? Sou alguém.
Alguém quer saber.
Saber que tenho poder.
Poder de ser um poeta.

     Poeta, eu? Mais ninguém?
Ninguém entende o saber.
Saber talvez, dê algum poder.
Poder de ser ou não um poeta.

Poeta, eu? 

Fabiano Favretto

4 comentários:

  1. Quem é poeta? Poeta, eu? Não, ninguém é... nós a vivemos apenas. Vivemos de poesia. A sua está muito delicada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poesia é a fonte
      D'onde todos deveriam beber água.
      Eu bebo desta água e por isso vivo. hehe
      Obrigada pela visita, Gyzelle.
      Volte sempre quando puder.

      Abraços,
      Fabiano Favretto.

      Excluir
  2. Coração de poeta é qual panela de pressão: sem externar versos, grande é o risco de explosão.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há melhor comparação, Gugu Keller.
      Se não colocamos tudo para fora do peito,
      realmente explodimos.

      Obrigado pela visita!
      E volte sempre quando puder! haha

      Abraços,
      Fabiano Favretto.

      Excluir