terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Tardes

Estas tardes quentes
Em toda minha existência,
São a paz, o âmago,
Equinócio da temperança.

São sabores equivalentes,
São o ápice da experiência.
São borboletas no estômago
São o sentimento de esperança.

São jovens inconsequentes;
Mas jovens em suma essência,
Onde aparecem como um mago
N'um espetáculo chamado lembrança.
Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário