terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Na placa

Sou como tiro na placa:
Eu bato e passo.
Posso até deixar marca,
Mas jamais saberão
Quem furou o sinal.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário