domingo, 1 de dezembro de 2013

O entardecer no verão

À minha amiga Laura.

O entardecer no verão
É doce como manga madura.
É como correr na campina
Em meio à camomilas e açucenas.
É sentir no rosto a brisa suave
E o cheiro de rosas que consigo traz.

O entardecer no verão
É sentir aroma de frutas frescas.
É atirar pedras no lago
Para vê-las pular por sobre a água.
É não correr da chuva rápida
Que vem somente para refrescar.

O entardecer no verão
É viver cada segundo.
É extrair o bem de tudo.
É andar com quem se gosta.
É toda tarde desejar
Um novo entardecer.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário