terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Ratos não vomitam

Pare com essa sua
Ode à hipocrisia.
Você finge estar com ânsia,
Mas ratos não vomitam.

Pare com essa sua
Intolerância ao incomum.
Você finge estar com ânsia,
Mas ratos não vomitam.

Pare com essa sua
Rebeldia superficial.
Você finge estar com ânsia,
Mas ratos não vomitam.

Pare com essa sua
Auto-flagelação.
Você finge estar com ânsia,
Mas ratos não vomitam.

Pare com essa sua
Cara de piedade.
Você finge estar com ânsia,
Mas ratos não vomitam.

Pare com essa sua
Vida feita de farsas.
Você finge estar com ânsia,
Mas ratos não vomitam.

Fabiano Favretto

3 comentários:

  1. Adorável, caro Fabiano!
    Me fez ter uma ótima lembrança: daquele poeta que finge sentir, bem definido, em um só poema por Fernando Pessoa.

    Fique em paz,
    Amanda.

    ResponderExcluir
  2. Fingir, Mentir e Sentir creio
    que sejam coisas bem parecidas.
    Se não forem, pelo menos rimam (rsrs).

    Abraços,
    Fabiano Favretto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São bem próximas, certamente Fabiano.
      Risos, são rimas coladas.


      Fique em paz.
      Amanda.

      Excluir