terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Nao sei mentir

É que não consigo fingir
Que sou indiferente;
Meu sentimento não é latente
E de você não sei fugir.

Quando bate a saudade
O meu coração aperta,
Pois é tu que me desperta
O amor que é de verdade.

Não sou um bom ator,
E nas rimas falo a minha verdade;
Essa coisa chamada amor

Me pegou de verdade
Com grande fulgor
Que será pela eternidade.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário