quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Poema raso

Mergulhei.
Me afoguei
Onde rimei.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário