domingo, 7 de julho de 2013

Solitário.

Moribundo, solitário e esquecido
Não exaspero nem desespero:
Agonizo silenciosamente
À espera de seu amor.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário