domingo, 14 de julho de 2013

Pássaro

Pássaro,
Que tanto voas?
As asas batem.
Procure um horizonte
Infinito e pleno.

Pássaro,
Para onde vais?
O céu já é pouco.
Queira ir mais alto
Cuidado com o sol.

Pássaro,
Voas em círculo?
A dúvida é cruel.
Agite suas penas
Ásperas e brilhantes.

Pássaro,
Queres voltar?
A saudade aperta.
Siga a trilha
Seu lar lhe aguarda.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário