segunda-feira, 23 de julho de 2018

Ácidos

Ácido e
Flácido,
Meu estômago
Antes básico
Agora não digere
Nenhuma palavra
De alienação!

Não engulo em seco
E não ouço mais
Quem eu seguia!
Meu estômago é um beco
Onde jamais
O ódio habitaria...
(Mas agora habita!)

Tempos mudam,
Ácidos se criam:
Minhas palavras
Hão de derreter
Todos aqueles
Que me obrigan
A obedecer...

Fabiano Favretto



Nenhum comentário:

Postar um comentário