quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Procrastinador

Havia um homem
Que podia sempre  procrastinar a morte.
De tanta procrastinação,
Morreu de tédio o coitado.

Fabiano Favretto

2 comentários:

  1. Eis a grande e magnifica história da minha vida.

    coracaoaflordapele.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eis um grande episódio da minha. rsrsrs
      Obrigado pela visita, Mayra ;)
      Volte sempre que puder.

      Abraços,
      Fabiano Favretto

      Excluir