sábado, 24 de março de 2018

Etílico

Poderia ser whisky, ou então
Cachaça neste sábado.
Tomaria vodka de bom grado
Ou cerveja de litrão.

Por favor não me deixe
Ficar sóbrio esta noite,
Quero destruir minha mente,
Até que meu fígado se queixe.

Poderia tomar catuaba, jurupinga,
Corote ou o diabo que o valha!
Quero queimar como fogo de palha
Morrer dentro de um copo de pinga.

Só não me deixe pensar essa noite
Na minha vida miserável,
Quero fugir da realidade implacável,
Escapar desses malditos açoites.

Quero derreter literalmente
Entre substâncias etílicas degradantes,
Que me tornarão de maneira deliberante
Um ser sem dignidade, um demente.

Fabiano Favretto 



Nenhum comentário:

Postar um comentário