quarta-feira, 13 de julho de 2016

Ao tio Zé



O que dizer sobre os churrascos
Nos domingos de festa?
Este não tem mais o gosto de outrora...
O tempero era sua presença.

Onde ficava o caminhão estacionado,
Agora somente o vazio habita
Como se tivesse apenas viajado
Mas sabemos que foi viagem sem volta.

Tio Zé, viajou até as nuvens
E deixou para nós este vazio.
Lembraremos para sempre de ti,
Meu tio querido!

Gostava tanto da música raiz,
Gostava tanto da natureza!
A liberdade o deixava feliz
Reunir a família era sua riqueza.

E agora a viola,
Mesmo que cordas troquem,
Mesmo que as cordas toquem
Não terá mais aquele som.

A viola que me destes,
Ainda continuarei tocando
Porém notas tristes;
Viola está chorando.

Fabiano Favretto


Nenhum comentário:

Postar um comentário