segunda-feira, 4 de abril de 2016

Felizmente, agora é diferente

E eu que maldizia às flores,
E também às estrelas
Afim de apagar minhas dores
E ocultar incertezas.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário