quarta-feira, 10 de junho de 2015

Não entram

Meus olhos olham e olham
Mas meu cérebro não se importa.
Apenas fragmentos inúteis restam.
As informações batem e batem na porta.
Insistem, insistem - mas não entram.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário