domingo, 15 de junho de 2014

Limo

Anjos
Que de homens vivos
Antes cuidaram,
No cemitério
Agora somente
Túmulos velam.

Não há vida.
Não há calor.

Somente há o limo
No mármore frio
Das asas esculpidas.

Fabiano Favretto



Nenhum comentário:

Postar um comentário