sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Chuva



E ali estava o poeta:
Sentado, pensativo à escrever.
Em sua companhia somente
O papel, a caneta e a chuva.
Cada pingo ou cada letra:
Uma mancha de esperança

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário