domingo, 15 de setembro de 2013

Selvagem

Selvagem é a minha vontade de te abraçar,
Apertá-la em meus braços
Como num gesto de guardar-te
Dos males do mundo
E prender-te nos confortos de minha afeição.

Selvagem é o impulso
De procurar seus lábios constantemente
Que como uma presa escondida
Ocultos estão
De seu predador.

Selvagem é o tempo
Que mata, cansa e corrói a tudo,
Reduzindo a nada
A distância que juntos andaríamos
Pela estrada da felicidade.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário