terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Líquido âmbar

Não compreende-se viver
Se não há whisky.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário