terça-feira, 4 de dezembro de 2018

De antemão

Estou tão ansioso
Que de viver já esqueço,
E antes de ficar idoso,
Meu Deus, eu já padeço!

Fica tão difícil respirar
Quando o mundo cai ao chão.
Já é de se esperar
Que eu morra de antemão.

Está faltando inspiração
Nas escolhas que eu faço:
Se o resultado é sempre não,

Já espero o embaraço
Como uma sólida visão
Neste meu tempo-espaço.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário