domingo, 16 de julho de 2017

Pele

A luz do sol
Adentrava pela janela
E pela cortina
Fazia desenho de rendas
Na tua branca pele;

A luz do sol
Te iluminava, e você bela,
Dama fina,
De beleza, uma oferenda
À flor da pele;

À luz do sol
Você como uma vela,
Não mais uma menina;
Vai, antes que me prenda
E o meu coração sele.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário