sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Norte



Perdi meu norte,
Meu rumo acabou.
Perdido no mundo
Sozinho estou.

Perdi minha vida,
Miserável fiquei.
Perdido de tudo
Muito andei.

Perdi minha rota,
Minha bússola quebrou.
Perdido no tempo
O seu perfume ficou.

Perdi minha esperança,
Meus olhos não lhe procuram.
Perdido nos becos
Feridas não curam.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário