segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Era uma vez um poeta

Era uma vez um poeta
Que não gostava de ler poesias.
Tinha medo de plagiar os autores
Das obras que acharia bonitas.

O poeta sofreu
O poeta morreu
O poeta renasceu
O poeta se criou
O poeta LEU!

E de passagem se maravilhou.

Ao mesmo tempo um remorso em seu peito apontou
De não ter vivido até então.
De não ter devorado poesias.
De não saber que ler é inspiração.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário