quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Bucólico

Quando tudo está errado,
Você que ir para longe.
Quer ficar distante.

Entre estresses bancários,
Relatórios AINDA não entregues e
Computadores preguiçosos,
Você precisa ir embora.

Queria ainda ser uma criança,
Para não me preocupar com essa vida de adultos.
Queria acordar em minha cama após ter adormecido no sofá,
E não ter tantas responsabilidades.
Queria poder voar.

Caminhando, busco meu mundo.
Mas a estrada é repleta de incertezas
E como o ladrilho, permanecem ali
Imóveis, constantes e frias.

Com passos melancólicos,
Bucólico eu permaneço.
Vago solitário
Em uma estrada de Idas
Onde as voltas não são permitidas.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário