quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Luz

Como é bom este sol.
Sua luz amarela me acalenta
Nas manhãs de quarta-feira.
E a todos sem indiferença,
Com precisão ilumina.

As flores agradecem,
Os passaros se regozijam
E eu sofro distante
Somente sua luz eu tenho
E somente em seus olhos não a vejo

Morrendo aos poucos estou.
Mas vou feliz,
Já que ao menos sua luz eu presencio.
Contigo sonho e sonharei 
Entre fatídicos suspiros
Até o próximo amanhecer.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário