quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Todo dia um murro em ponta de faca

Furastes os olhos para não ver - O amor é cego.
Tampastes os ouvidos para não ouvir - As paredes tem ouvidos.
Endurecestes o coração para não amar - Água mole em pedra dura...

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário