segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Poema tedioso

Tédio é o que tenho,
E mais do que teria.
Mas eu não queria
Que fosse tão sério...

Tédio que mata
A vontade de amar,
Mas não de se matar
Por quem se ama.

Tédio morno
Tédio meio.
Tédio tão parelho
Tédio transtorno.

Tédio tédio
Tão metade
Tão médio
Tão tédio.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário