quarta-feira, 19 de abril de 2017

Pela janela

Vou defenestrar nosso amor,
Afinal sou diferente de Rimbaud!
Desejo minha liberdade, e por favor,
Vê se o pássaro da gaiola escapou.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário