quinta-feira, 16 de maio de 2013

Peso nas costas.

"Dia 135. Meus mantimentos já estão no fim. Resta somente uma lata de ensopado de feijão, um pedaço de pão com bolor e uma lata de atum. Água potável é item de luxo.
Sinto saudades do tempo em que tinha uma família, um emprego, um cachorro. Porque tudo foi perdido? Por que me encontro nessa situação? Todo dia carrego minha espingarda com o único cartucho restante e aponto para minha cabeça. Situação difícil. É estranho pensar que sou o último sobrevivente deste planeta condenado.
O que não me deixa puxar o gatilho é o peso em minhas costas. Tanta coisa que eu fiz. Tanta coisa deixei de fazer. Ver todos serem contaminados por aquele vírus me dão pesadelos. Sei que se eu não contar o que sinto, não descansarei em paz.
Minhas últimas esperanças acabaram quando descobri que a última brigada de sobreviventes foi atacada pelos zombies.. sim, os zombies. Amigos, família, conhecidos. Todos!
Se houver algum sobrevivente, espero que leia esse diário e entenda todo o sofrimento que passei. Espero não ter sido tudo em vão. Adeus.

Ass: Johnie Francesco."

Johnie engatilha sua arma e aponta para a própria cabeça. Uma lágrima cai e se mistura ao sangue de seu abdômem perfurado. Ele parece ouvir vozes. É tarde.

POW!!

Johnie gargalha quando gasta sua última bala em um cachorro zombie, mas logo fica sério e observa concentrado a aproximação de zombies em sua direção.
Repentinamente os zombies são liquidados à tiros. Johnie se surpreende. Finalmente terá alguém para compartilhar os seus medos.

"Ps: Guarde sempre a última bala para o cão!"

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário