domingo, 28 de outubro de 2012

Palavras

Palavras machucam mais que apunhaladas.
A nossa língua, mais afiada que uma adaga.
As vezes escapa, da gaiola de nossa boca
E voam em todas as direções, em maioria erradas.

As palavras nunca voltam.
As pessoas nunca saram.
As feridas nunca somem.

Com a palavra se machuca,
E com a palavra se concerta
Com a palavra se restaura
E tudo se acerta.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário