segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Minha estante

Tem tantos livros
Alguns eu não leio
Outros devoro.
Mas em algo não creio:
Porque estes livros eu adoro?

Há brinquedos,
Há lembranças.
De vagos sonhos...
De alguma esperança?!

Alguns livros
Só ocupam espaços
Inquietos, agitados
Pensativos,
Bem guardados,
Esperando um leitor
Que um dia possa
Aproveitá-los.

Na minha estante,
Por todos os instantes
Minha felicidade
Fica completa
Com cada livro novo
Que à mim
Proporciona
Companhia repleta
E assim espero,
Que neste lugar
Espaço não falte
Para novas felicidades
Novos amigos
E pequenos motivos
Para a felicidade encontrar.

Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário